Publicado por: Horácio Noronha | 15/11/2014

A Exortação do Papa Francisco partida aos bocadinhos

Evangelii Gaudium

Alegria que se renova e comunica

Neste documento de cerca de 200 páginas (conforme as edições), a palavra “alegria” aparece 95 vezes. A alegria é uma caraterística do nosso Papa Francisco e se ele insiste tanto nela, é certamente porque é importante e faz falta na nossa vida de todos os dias. De contrário, cai-se na “tristeza individualista que brota do coração comodista e mesquinho”. Vamos aprender com o Papa o verdadeiro sentido da alegria em mais um bocadinho da sua Exortação.

“O grande risco do mundo atual, com sua múltipla e avassaladora oferta de consumo, é uma tristeza individualista que brota do coração comodista e mesquinho, da busca desordenada de prazeres superficiais, da consciência isolada. Quando a vida interior se fecha nos próprios interesses, deixa de haver espaço para os outros, já não entram os pobres, já não se ouve a voz de Deus, já não se goza da doce alegria do seu amor, nem fervilha o entusiasmo de fazer o bem. Este é um risco, certo e permanente, que correm também os crentes. Muitos caem nele, transformando-se em pessoas ressentidas, queixosas, sem vida. Esta não é a escolha duma vida digna e plena, este não é o desígnio que Deus tem para nós, esta não é a vida no Espírito que jorra do coração de Cristo ressuscitado”. (Nº 2)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: