Publicado por: Horácio Noronha | 14/09/2015

É necessário agir nas causas da atual crise, afirma o Papa Francisco

Refugiados

O Papa Francisco disse em entrevista à Rádio Renascença que a Europa deve acolher os refugiados que chegam às suas fronteiras e promover soluções para as “causas” desta situação, na sua origem.

“Onde as causas são a fome, há que criar fontes de trabalho, investimentos. Onde a causa é a guerra, procurar a paz, trabalhar pela paz”.

Para Francisco, esta é a “ponta do icebergue” das consequências de um sistema socioeconómico “mau e injusto”.

“Esta pobre gente que escapa da guerra, que escapa da fome, é a ponta do icebergue”, sublinha.

O Papa sustenta que o sistema económico dominante “descentrou a pessoa, colocando no centro o deus dinheiro, que é o ídolo da moda”.

Francisco admite que muitos levantem objeções, por causa da “crise laboral” ou das “condições de segurança territorial”.

“Temos, a 400 quilómetros da Sicília, uma guerrilha terrorista sumamente cruel, não é? Então, existe o perigo da infiltração, isso é verdade”, referiu.

O Papa rejeita, no entanto, leituras “simplistas”.

O Papa falou num momento de “surpresa” para a Europa, face à vaga de refugiados e migrantes, sublinhando que “não se sabe como isto vai acabar”.

“Quero dizer que a Europa tomou consciência, e eu agradeço-lhe. Agradeço aos países da Europa que tomaram consciência disto”, prosseguiu.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: